.

Bin Laden não morreu! - Anderson Fabiano


Bin Laden ou Bush?

Quem, afinal, derrubou as torres gêmeas?

Informações desencontradas, versões inconsistentes, teorias conspiratórias, manipulação de informações e toda sorte de interesses inconfessáveis reunidos num livro que propõe a reflexão sobre dois eventos políticos contemporâneos: o atentado de 11 de setembro e a morte de Bin Laden e as suas interligações.

"Bin Laden não morreu!" não se propõe a discutir se Bin Laden morreu ou não, se está vivo, se foi preso, ferido ou se já estava morto aguardando apenas o melhor momento político para ter sua morte revelada; ou mesmo quem estaria, realmente, por trás da queda das torres de NY. Isso é secundário. O que a coletânea de documentos, reportagens e fatos revelados (ou não) se propõe, é discutir a inconsistência das informações que cercam esses dois eventos, e o alcance da manipulação da opinião pública a partir de ações perniciosas que a iludem a serviço de interesses que vão dos mais estrategicamente necessários até aos mais sórdidos.

O livro denuncia o anestesiamento moral do bom senso e a manipulação de todas as vontades em prol do interesse das minorias instaladas no poder. “Em Bin Laden não morreu! Anderson Fabiano tira as máscaras desta história, desnuda os acontecimentos por trás das notícias sobre uma trama cujos tentáculos se conectam a uma longa história de mentiras e ‘verdades’ engendradas”.

Anderson Fabiano reuniu nesse livro as peças conhecidas desse gigantesco quebra-cabeça, e ressalta: “Há uma verdade – mal camuflada, diga-se de passagem – por trás das ‘verdades’ que acreditamos conhecer”.

Um comentário:

  1. Uma dissertação que nos obriga a pensar nos ante(projetos) que nos propõem como inquestionáveis.
    Um livro magnifífico,cujo autor admiro e que aconselho vivamente.
    Parabéns ao autor

    ResponderExcluir